segunda-feira, 6 de junho de 2016

Origem da água na Terra




A água existente na Terra tem sua origem  no cosmos. Alguns cientistas propõem que a água na Terra surgiu a partir  do choque de corpos celestes gelados provenientes da nuvem de Oort. Essa nuvem pode abrigar entre um e cem bilhões de cometas e asteroides,está  localizada a quase um ano-luz do Sol e sua parte externa define o limite gravitacional do Sistema Solar. A água  teria vindo especificamente do cinturão de Kuiper, existente para além da órbita de Netuno,  onde existem mais de 100 mil  corpos celestes.
A Figura 1 mostra imagem esquemática  do cinturão de Kuiper e da nuvem de Oort.
Outros cientistas propõem que ela tenha vindo do cinturão de asteroides situado entre as órbitas de Marte e de Júpiter e do grupo dos asteróides troianos na órbita de Júpiter, conforme mostra a figura 2. ( Fonte: Wikipedia).
A hidrosfera e a quantidade de águas existentes na Terra parecem ser grandes, pois se espalham sobre a superfície do planeta e os oceanos cobrem cerca de 70% dessa superfície. Entretanto, são pequenas ao comparamos o volume total de água existente na Terra com o volume total da esfera terrestre. Caso a Terra tivesse o volume  de uma bola de futebol,  o volume de água nela contido seria comparável ao de uma bola de tênis, e o total de água doce seria menor do que o de uma bola de gude, conforme se visualiza na figura 3.
Toda a água existente na Terra é como uma pequena gota que pingou do cosmos. Essa pequena gota foi portadora dos elementos que deram origem à vida no planeta. A Terra tornou-se, a partir de então, um lugar com água em estado líquido, atmosfera,  solo fértil, favoráveis à vegetação e à vida animal. Tornou-se um oásis com condições ambientais propícias  ao surgimento e evolução da vida, no deserto dos espaços siderais interplanetários.
Ao se estudar essa questão na abordagem da ecologia cósmica,  coloca-se numa perspectiva holística e integral as dimensões e escalas espaciais e temporais  com que se percebem os temas da água e do meio ambiente.


Nenhum comentário: